A VOCAÇÃO DO POVO DE DEUS

 

Os joelhos que se dobram em oração devem se erguer para cumprir a missão que Deus outorgou ao seu povo. Entretanto, a missão do povo de Deus não é somente de responsabilidade de alguns joelhos que se dobram e, menos ainda, de outros que se erguem para cumpri-la. Precisamos corrigir urgentemente esta dicotomia que compreende que apenas alguns poucos escolhidos e especialistas devem cumprir a missão que é de responsabilidade de todo o povo de Deus. A Bíblia é clara em nos ensinar, e os reformadores destacaram tal ensino com ênfase, que todo o povo de Deus é vocacionado para cumprir a missão que o próprio Deus outorgou(…)

 

Na conjuntura em que nosso mundo secularizado se encontra, cada cristão membro da IPI do Brasil deve buscar compreender o conceito de povo de Deus como ensinado nas Sagradas Escrituras, bem como a vocação desse povo como sinal da presença e da esperança da concretização do Reino de Deus. É entender que a vocação da igreja no mundo, a sua missão, é a resposta ao Deus que, em Cristo e pela ação do seu Espírito, tomou a iniciativa de constituir o seu povo, salvá-lo e santificá-lo, de modo que pudesse conhecê-lo e, amando-o e obedecendo à sua vocação, servi-lo com a
integralidade da sua vida durante os sete dias da semana (…)

A doutrina do sacerdócio universal de todos os cristãos, assim, precisa ser resgatada com toda a sua força mobilizadora. O sacerdócio universal de todos os crentes, contudo, não significa a negação de que alguns são vocacionados para ofícios específicos, como a pregação, o ensino e a ministração dos sacramentos. É ensino bíblico inequívoco que o Espírito Santo mesmo concede alguns para o exercício de tais funções “com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de pessoa madura, à medida da estatura da plenitude de Cristo” (Ef 4.12-13).

Somos igreja de Cristo à medida que, centrados na sua Palavra e naquilo que Ele é, realizamos a missão que Ele nos outorga. Sejamos, pois, a igreja que ergue o Pendão Real que nos entregou o Rei! Não nos escondamos! Mostremos ao mundo o rosto da igreja de Cristo, sem rugas, sem manchas, nem coisas semelhantes!

Que sejamos Igreja, expressão da beleza de Cristo. Que a mensagem que iremos proclamar seja poderosa. Não a nossa. “O Evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê.” Que nossa proclamação e testemunho sejam seguidos dos atos que apontem os sinais da presença do Reino de Deus entre nós: alegria, paz, liberdade, pão para todos e todas, justiça e misericórdia. Roguemos ao Espírito Santo que derrame sobre nós do seu fervor e dons. Cremos que é no seu poder que vamos cumprir a missão do nosso Senhor Jesus Cristo. Pela pureza da sua coroa real! Erguei, ó cristãos, o Pendão Real!

Rev. Ézio Martins de Lima
1º Vice-Presidente da Diretoria da Assembleia Geral da IPIB

.

Recent Posts